Exmos. Senhores

Bom dia

Eu abaixo assinado, Presidente do Clube de Tiro Caça e Pesca da Madeira, informo e apelo á Vossa atenção e colaboração para o abaixo descrito, solicitando assim que participem votando e divulgando esta informação com os Vossos Familiares e Amigos

Exmos. Sócios e Atletas do CTPM, por este a Direção informa que foi efetuada uma candidatura ao OPRAM 2022- Orçamento Participativo da RAM 2022 (é um mecanismo de democracia participativa, no qual os cidadãos podem apresentar e decidir projetos de investimento público.

Assim a candidatura formalizada tem como objetivo a Construção de uma Carreira de Tiro de Bala na Região Autónoma da Madeira.

Pelo abaixo exposto solicitamos a TODOS os Sócios / Atletas, Familiares e Amigos do CTCPM, que efetuem a sua participação votando na proposta “CARREIRA DE TIRO DA MADEIRA”, através da plataforma eletrónica https://opram.madeira.gov.pt, entre 21 de junho e 25 de setembro de 2022.

 

Fundamentação da candidatura:

O Tiro Desportivo na disciplina de Bala é uma das modalidades desportivas olímpicas que se pratica na Região Autónoma da Madeira desde 2008, inicialmente com 10 atletas federados, passado para 60 no início de 2022 e uma previsão de continuar a crescer de uma forma sustentada.

A prática desta modalidade desportiva requer condições de espaço e segurança específico para a sua prática, por isso os atletas usam a única Carreira de Tiro disponível, a do Regimento de Guarnição nº 3 (RG3) das três existentes na RAM, recorrendo a um protocolo de utilização do espaço, efetuado entre o antigo IDRAM e o Comandante da Zona Militas da Madeira, as outras duas carreiras de tiro existentes, são a do Comando Regional da PSP e a do sistema Prisional na Cancela, contudo a sua utilização destas está vedada aos civis.

Contudo, praticar esta modalidade desportiva de cariz Olímpico, na Região Autónoma da Madeira, torna-se difícil para os atletas que aspiram a voos mais altos, uma vez que a Federação Portuguesa de Tiro não pode homologar as provas /resultados das provas realizadas numa carreira de tiro militar, que não tem a sua homologação para o efeito, fazendo com que não haja provas e campeonatos regionais oficiais.

Assim com o crescimento do número de atletas federados nesta modalidade na Região Autónoma de Madeira, com o desejo da homologação de provas e Campeonatos Regionais, dando a possibilidades dos nossos atletas poderem competir em igualdade de circunstâncias com os demais atletas nacionais, com a possibilidade de realização de Provas / Campeonatos Nacionais e estágios de Cubes continentais na Região Autónoma da Madeira, é urgente a construção de uma Carreira de Tiro de Bala, onde os Clubes que gerem a modalidade na Região, não estejam dependentes da “boa vontade” e disponibilidade de terceiros.

Para além dos atletas federados que praticam esta modalidade, existe um número considerável de cidadãos, que possuem armas de bala, nomeadamente pistolas, revólveres e carabinas, embora estejam devidamente habilitados para as possuir, estão proibidos de as utilizar, em virtude das carreiras de tiro existentes vedarem o acesso ao chamado “cidadão comum”, assim, com a construção da carreira de tiro, passariam a ter um lugar próprio, adequado e seguro para praticarem tiro.

Assim a construção da Carreira de Tiro da Madeira, seria uma mais valia para a Região Autónoma da Madeira, atingindo um dos objetivos dos responsáveis desta modalidade – Criação e Implementação de uma Escola de Tiro, com mais valia nas vertentes:

Desportiva: Com o acréscimo de um espaço desportivo único na Região, contribuindo assim para o a divulgação e crescimento da modalidade, fomentando o aparecimento de mais praticantes/atletas e projetando a imagem da Região no exterior.

Social: Com a possibilidade dos detentores de armas de fogo, não sócios de um Clube poderem praticar o tiro de forma responsável e segura.

Desde já agradecemos a Vossa Atenção e participação Com os melhores cumprimentos

O Presidente do CTCPM

Carlos Mata

Votar